É sabido que a carga tributária no Brasil é uma das maiores do mundo, mas o que não se sabe é o porquê desse absurdo. O brasileiro pagou R$ 550 bilhões em impostos em 2009, conforme "Impostômetro". Dessa forma, presumo que quanto mais se trabalha, mais se paga impostos! É um ciclo vicioso... Às vezes, me pergunto se a improdutividade não apresentaria algumas benesses ou nos mataria de fome por completo. Fome Zero? Um contra-senso! Taxa, tarifa, contribuição ou tributo... É o pensamento do dia ou de todas as horas? Lembro-me ainda criança meus pais comentarem o pagamento de tributos diretos e indiretos... Definhamo-nos no saber por não sabermos ou estamos acomodados? É vexatória, indigna, desrespeitosa a forma de como somos tratados, por isso a minha manifestação, esperando que iniciativas como essa sejam ainda mais presentes na pauta do brasileiro. Este espaço foi criado para comentarmos, trocarmos idéias, reivindicarmos, denunciarmos e até elogiarmos os serviços públicos e privados.

domingo, 28 de fevereiro de 2010

Magistrados entregam prêmio ao MST

Sabem o que isso significa?
Que perdemos definitivamente o leme, estamos à deriva!


Conforme o e-mail que recebi de um amigo e que concordo, utilizando-me inclusive de suas palavras...
Homenagear o movimento é endossar os seus métodos, também os seus crimes. Como se não bastasse, a pose do rapaz ao lado de Kenarik ostentando a camiseta com a palavra “Cuba”. Cuba é aquele país em que a oposição está na cadeia, onde a tortura a presos é, na prática, uma política de estado.

Kenarik, em sua sede implacável de justiça, não se constrange em aparecer nesse retrato, como se vê. Não custa lembrar que o decreto dos Direitos Humanos, em defesa do qual ela escreveu, extingue, na prática, a propriedade privada e cria uma categoria acima dos juízes.

Destaque na revista Veja enviada por amigos que colaboram com o blog "Quem Responde".
E há resposta?

3 comentários:

  1. Sermpre lamentável ver cenas como esta! Parabéns, Lu!

    ResponderExcluir
  2. Magistrado premiando MST é brincadeira;É mais um de tantos absurdos que somos obrigadaos a assistir sem ter muito o que fazer.
    Beijos amiga!
    Ricardo

    ResponderExcluir
  3. De fato, diante disso as palavras fogem para um beco escuro...

    ResponderExcluir