É sabido que a carga tributária no Brasil é uma das maiores do mundo, mas o que não se sabe é o porquê desse absurdo. O brasileiro pagou R$ 550 bilhões em impostos em 2009, conforme "Impostômetro". Dessa forma, presumo que quanto mais se trabalha, mais se paga impostos! É um ciclo vicioso... Às vezes, me pergunto se a improdutividade não apresentaria algumas benesses ou nos mataria de fome por completo. Fome Zero? Um contra-senso! Taxa, tarifa, contribuição ou tributo... É o pensamento do dia ou de todas as horas? Lembro-me ainda criança meus pais comentarem o pagamento de tributos diretos e indiretos... Definhamo-nos no saber por não sabermos ou estamos acomodados? É vexatória, indigna, desrespeitosa a forma de como somos tratados, por isso a minha manifestação, esperando que iniciativas como essa sejam ainda mais presentes na pauta do brasileiro. Este espaço foi criado para comentarmos, trocarmos idéias, reivindicarmos, denunciarmos e até elogiarmos os serviços públicos e privados.

terça-feira, 2 de fevereiro de 2010

Quero, mas não deixam!

Ontem, li uma matéria muito interessante de Fernanda Dutra, abalizando que 86% dos estudantes matriculados em 2006, não concluíram o ensino médio no prazo previsto de 2008 e que muitos ficaram no meio do caminho por diversos fatores, dentre eles a dificuldade no aprendizado e a desmotivação em si. Bem, resta saber se essa pesquisa foi feita apenas na rede pública de ensino. O mais provável é que o mal tenha se alastrado simplesmente por uma questão óbvia, o sistema educacional não acompanha o novo modelo social, ele é obsoleto, cheio de ultimatos e de uma cultura inútil sem prerrogativas!
Cito exemplos mesmo em nível de ensino superior de uma rede privada, almoçando ao lado de uma Universidade e acompanhando a rotina dos meus filhos, o que condiz a milhares de jovens batalhadores que norteiam o mercado de trabalho e tem filhos pequenos, verdadeiros HERÓIS e não os nomeados pelo apresentador do BBB - Big BOSTA Brasil.
Esses jovens estudantes são sobrecarregados por atividades extra-sala, extracurriculares obrigatórias, muitas vezes sem acréscimo educativo, fazendo com que muitos deles não consigam atender a demanda de exigências por disciplina, causando esgotamento cognitivo, desinteresse e frustração. E ainda paga-se por isso!
Não adianta equipar as Instituições de Ensino com máquinas de ponta e computadores de alta definição, se não houver uma profunda conscientização  por  uma REFORMA no Sistema Educacional.

2 comentários:

  1. Reforma... Já vi esse filme antes...
    Enquanto o brasileiro for amoral, nada terá estruturação adequada.

    ResponderExcluir
  2. É verdade, Paulo!
    Isso me lembra o pensamento de Martin Luther King,no qual concordo totalmente:

    "O que mais preocupa não é o grito dos violentos, nem dos corruptos, nem dos desonestos, nem dos sem-carácter, nem dos sem-ética...o que mais preocupa é o silêncio dos bons."

    É o que me estimula a caminhar sem jamais me silenciar.

    ResponderExcluir